Fale com a Gente

contato@pfanimal.com

Fale com a Gente

contato@pfanimal.com

Nós Aceitamos

  • Facebook Clean
  • Grey Instagram Icon

Parceiros: 

 

Por favor, insira dados válidos

Fotos By Rafael Gianvechio

© 2015 by PF Animal. Proudly created with Wix.com

Matriz Gastronomia Ltda - PFAnimal

CNPJ : 05.768.225/0001-06

Rua Antônio Bicudo, 75 - Pinheiros 

(11)3061-2779 e Whatsapp: (11) 98622-5993

São Paulo - SP  CEP: 05.418-010

Captura_de_Tela_2019-08-19_às_11.38.39.j

Saiba Mais: Proteínas

11-Aug-2015

Tradução do Livro : Feed your best friend better 

 

"Asegurar que o corpo receba a quantidade certa de nutrientes é importante para ambos, cães e humanos; porém as proporções são diferentes entre as especies. Os veterinarios frequentemente são cautelosos em apoiar a Alimentação Natural porque suspeitam que as receitas pode conter deficit de muitas vitaminas e minerais, necessários para uma boa saude. Enquanto existem algumas vitaminas e minerais que devam ser suplementados, outros são fabricados pelo próprio animal e outros ainda podem ser encontrados na maioria dos alimentos frescos. Durante a semana estaremos explicando cada um destes mutrientes necessários para uma boa saude e suas funções, e ainda exemplos de como podem ser encontrados em alimentos frescos.

 

PROTEÍNAS

 

Enquanto a categoria PROTEÍNAS ganha mais atenção quando falamos de comida de cães, são os aminoácidos criados a partir da proteína que são realmente importantes. No sistema digestivo, ácidos e enzimas quebram as proteinas consumidas em aminoácidos, que são então utilizados pelo corpo para criação de celulas, músculos, hormônios, anticorpos, sangue, e ainda outros aminoácidos. Dos 22 aminoácidos que o organismo canino precisa, 12 podem ser sintetizados por outros aminoácidos na dieta. Os 10 restantes são chamados de aminoácidos essenciais e é necessario fornece-los em quantidade suficiente para o bom funcionamento do organismo. As proteinas são medidas por quão prontamente são absorvidas e utilizadas em uma escala de valores biológicos. Ovos são os campeões com 94%, seguido pelo peixe, 76%, e carne bovina a 74%; a maioria dos grãos ganham valores na faixa de 60%. Quanto maior a qualidade da fonte de proteina, menos quantidade será necessário o consumo. Quando falamos de energia, o preferido do organismo canino são a gordura e os carboidratos. Quando há um excesso no consumo de proteina, alguns aminoácidos podem ser guardados, porém não pelo mesmo tempo que as gorduras e carboidratos. Muita proteina causa um stress extra para os rins, portanto cães doentes devem seguir a recomendação de seus veterinarios quanto a quantidade de proteina consumida. A recomendação para um cão médio adulto é de 18% de proteina, porém filhotes, cães de trabalho e mães amamentando necessitem de 28%.

Todos os aminoácidos essenciais participam do bom funcionamento do organismo, porém alguns tem funções especiais:

 

  • Arginina: participa da multiplicação e crescimento, portanto cães em crescimento necessitam mais. Ajudam na desintoxicação da amônia, criada a partir da digestão das proteinas e estimula a produção de urina para retirar o excesso de nitrogenio.

  • Histidina: participa do transporte do oxigênio pelo sangue

  • Isoleucina: a única função é a criação de proteinas

  • Leucina: ajuda a sintetizar as proteinas e na prevenção da degeneração dos músculos

  • Lisina: dietas com muitos grãos tem concentração menor; porém, quanto mais proteina presente na dieta, mais lisina será necessária para o aproveitamento da proteina ingerida e sintetização das outras proteinas necessarias.

  • Metiolina: necessaria na replicação do DNA e RNA e para sintetização da Cistina, que é o maior componente do pelo.

  • Fenilalanina: contribui na coloração do pelo preto, na criação do aminoácido Tirosina, e na função da tireóide.

  • Treonina: auxilia na pele saudável, na cura de machucados e no sistema imunológico.

  • Triptofano: acredita-se ter efeito sobre os neurotransmissores que reduzem a agressividade

  • Valina: Ativa no transporte de gorduras e na produção de leite.

 

Outro aminoácido, a Taurina, é sintetizada pelos cães, utilizando a metionina e a cistina na dieta. Apesar de não ser um requisito para os cães, raças pre dispostas a problemas cardiacos, assim como os Cocker Spaniels, podem se beneficiar deste suplemento ou por uso de formulações ou pelo aumento de consumo de peixe na dieta."

 

imagem retirada de pesquisa Google imagens

Please reload

Destaque

Por que Alimentação Natural?

July 21, 2015

1/1
Please reload

Mais Recentes